Translate

sexta-feira, 28 de novembro de 2014

Outro Patamar




O seu rosto não sai de minha cabeça, que loucura, daquela mais intensa;
Tenho meus afazeres, tenho que cuidar de mim, tenho que preparar o almoço;
Mas seu rosto não sai de minha cabeça, que alvoroço;
Minha comida liberta seu cheiro e terá apenas seu gosto , pois ao prepará-la, não conseguia esquecer, aquele simples olhar que habita o seu rosto;
Talvez isso seja amor, talvez isso seja eu a pensar em você, mas não, não quero me libertar de pensar em você;
Você hipnotiza como o mestre da ilusão, seus olhos me olham ternos, me afogo na mais profunda infusão;
Mas aprendi a nadar, e por ti até respirar, andava meio sozinho, e agora não ando mais, você não sai da minha cabeça e companhia me faz;
E o que mais me espanta nisso tudo é essa linda capacidade de amar, não pensei ter este dom e não pensei também em lhe dar;
Mas você não sai da minha cabeça;
Me colocou a viver, agora em outro patamar, só sei que agora eu vivo, vivo só para te amar...