Translate

quarta-feira, 7 de janeiro de 2015

A Morte do Gato

A ratoeira matou o rato; 
Quem a colocou lá foi o dono do gato; 
Porque o  gato bom caçador não era; 

Queria que o rato fugisse, quem dera; 
 O dono do gato também dono do rato era; 
Mas burro seria se não soubera; 

O alimentou lhe deu abrigo, sem ao menos perceber; 
E quando o rato deu sua cara para agradecer;  
Foi surpreendido com a noticia sincera; 

O dono gato comprou uma ratoeira; 
Pois a dois dias, o gato morrera; 
Armou com um pedaço de queijo, a sua armadilha traiçoeira; 

E o rato desanimado com a morte do amigo; 
Torceu para ao menos, ele não ter sofrido; 
Que falta me faz o gato, me lembro das nossas brincadeiras de esconde-esconde; 

Agora a vida do rato não tem mais sentido; 
E ao voltar para o seu cantinho, vlupt; 
Foi surpreendido, pelo queijo, que pensou ser um lanchinho; 

Agora a vida do dono do gato que também era dono do rato; 
Passou a ser mais tranquila; 
E pensou se realmente era  a morte do rato ou a do gato, que ele queria......