Translate

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

A Tristeza se Confessa

Choro um choro chorado; 
Do saudoso chorinho cantado; 
Me levou as alegrias; 
E me deixou um coração amargurado; 

Subi ao altar e deixei minha reza; 
O amor quando é sincero; 
Esperar não é ter pressa; 
Choro o choro da não cumprida promessa; 

Voltar a sorrir; 
Neste momento não me peça; 
Minha rua era imensa; 
E se restou numa pequena travessa; 

O pranto que escorre dos olhos... 
... A tristeza confessa.