Translate

sábado, 28 de fevereiro de 2015

Meu Campo de Trigo

Ando em campos majestosos; 
Penso em minha vida; 
E isso me intriga; 

Ando em campos de trigo; 
O sol embaça a visão, com seu mormaço; 
Levo nas costas meu cansaço; 

Vou fazer uma trilha no campo; 
Semear a mulher que por vidas me encanto; 
Colher o trigo, e guardá-lo, junto a lenha ali no canto; 

Meu moinho é de vento; 
Tenho pães doces e salgados; 
As receitas eu mesmo invento; 

Hoje vou fazer uma torta de amora; 
Para a mulher que amo; 
E chamo de amore; 

Espero que meus campos vivam mais do que eu; 
Eu sou apenas um fazedor de farinha de trigo; 
Um homem velho que muito já viveu; 

Deixo à vocês meu legado; 
No mapa a trilha que fiz; 
E no banco um trocado; 
 
Sem vergonha do pecado; 
Semeie a mulher que amo; 
E que meus filhos as mulheres amadas, e os campos, semeiem também...