Translate

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

Que o Vento me Leve

Que o leve vento, me leve tão longe; 
Que as águas me banhem na fonte; 
Que a loucura me afronte; 

Leve vento me leve com seu assopro; 
Leve meu coração a bater; 
Assovie em meus ouvidos, palavras de saber; 

Gosto do vento e da chuva; 
Gosto do gosto doce da uva; 
Gosto de andar só pela rua; 

Vento leve, leve minhas palavras a voar; 
E quando não tiveres mais força, para assoprar; 
As deixe cair, bem ali naquele lar; 

Que minhas palavras entrem pela chaminé; 
Que os pais a as leiam à seus filhos; 
Que façam suas as minhas, e as escutem em pé; 

Agora podem sentar; 
E esperar; 
Pelo novo  leve vento, que em sua casa vai entrar; 

Com novas palavras a sussurrar; 
Que o vento me leve; 
E não os deixem por mim, muito tempo esperar...