Translate

terça-feira, 8 de dezembro de 2015

Alma Minha

Subi o mais alto que consegui; 
Me disseram que minha alma mora lá em cima; 
Junto às estrelas que o céu ilumina; 


Brilha, brilha alma linda; 
Sei que ainda está perdida; 
Ao meio de tantas almas que brilham; 

Meu corpo frágil, aqui de você precisa; 
Mas se estás ai; 
Para iluminar o caminho de alguém; 

Não se apresse; 
A pesar de frágil; 
Meu corpo ainda não padece; 

Enquanto fico a lhe procurar; 
As respostas vou esperar; 
Sabe alma linda; 

Em quantos corpos meus, vai você estar; 
Não sei qual é este que lhe empresto agora; 
Minha essência a você pertence; 

Quantas vidas vou viver; 
Até você, alma linda; 
Não mais voltar; 

Sei o que buscas ai no céu infinito; 
Purificando suas vontades e razões; 
Mas sem você, meu corpo se torna aflito; 

Brilha mais forte alma minha; 
Vou sentar ao pé da arvorezinha; 
Pensando em como na sua copa vou construir minha casinha; 

Brilha, brilha, alma linda...